Para Celebrar o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites: Sector da saúde e parceiros assumem o compromisso político a favor do controlo das hepatites no país

Maputo, 02 de Agosto de 2019 – O Compromisso Político de Moçambique para o controlo das Hepatites e o lançamento do Guião para a prevenção, o diagnóstico e o tratamento das Hepatites, marcaram o ponto mais alto das celebrações do Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites em Moçambique.
O tema seleccionado para as comemorações deste ano é: Investir na eliminação da Hepatite. O mesmo recorda a todos que esta doença pode ser eliminada até 2030, se houver uma afectação adequada de recursos e vontade política. 

Queremos, aqui reafirmar o compromisso do Governo de Moçambique de unir esforços para controlar esta epidemia, disse a Ministra da Saúde, Dra Nazira Abdula, no acto.

Por seu turno a Representante da OMS em Moçambique, Dra Djamila Cabral, manifestou a satisfação da OMS “pelo facto de estarmos a testemunhar que o Governo de Moçambique está a assumir o compromisso político ao mais alto nível para levar acabo acções com vista a eliminação das hepatites virais”. Segundo a Dra Djamila Cabral este é um passo importante para o alcance da Cobertura Universal de Saúde.

O Guião Para a Prevenção, Diagnóstico e Tratamento da Hepatites foi lançado pela Ministrada Saúde, na presença da Representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Moçambique e dos parceiros do sector da saúde. A sua elaboração teve como base as normas e as orientações técnicas da OMS.

Participaram do acto dirigentes e quadros seniores do sector da Saúde, ex - pacientes com Hepatite C, a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), que está apoiar o MISAU na assistência aos pacientes, organizações da sociedade civil e jornalistas. Moçambique faz parte dos Países de alta carga de Hepatites. 

Os Dados oficiais indicam que a questão das Hepatites é um problema de saúde pública em Moçambique. As estimativas revelam que o País tem uma prevalência de 5 a 8,7 % para a Hepatite B e de 0,5 a 1,3% para a Hepatite C. 

Desde 1990 que a nível mundial a mortalidade por hepatites virais aumentou em 63%. Actualmente é a sétima causa de morte em todo o mundo. Todos os anos as hepatites crónicas virais são responsáveis por mais de 1 milhão de mortes. 

Face a esta realidade os Ministros da Saúde reunidos na Assembleia Mundial da Saúde (AMS), em Maio de 2016, endossaram a Estratégia Mundial das Hepatites Virais para o período 2016-2021. Esta estratégia visa a eliminação das hepatites virais como uma ameaça à saúde pública até 2030.

Com vista à implementação da estratégia Mundial 2016 – 2021 o escritório da OMS em Moçambique, entre várias acções, destaca – se o apoio ao Ministério da Saúde nas seguintes áreas: 

  • Elaboração do Plano Estratégico Nacional, bem como o respectivo Plano Operacional, alinhados com a Estratégia Mundial 2016 – 2021 e
  •  Revisão do Guião para a Prevenção, Diagnóstico e Tratamento das Hepatites

FIM/
 

Click image to enlarge
For Additional Information or to Request Interviews, Please contact:
MOREIRA Maria Da Gloria

Health Promotion Officer
Tel: +258 21492733
Email: moreirag [at] who.int