Campanha Menos Álcool Mais Vida cumpre três anos mobilizando a sociedade para prevenir o uso abusivo das bebidas alcoólicas

Informar para agir, mobilizar para prevenir é o slogan com que a Presidência da República comemora os três anos de intenso trabalho junto da Organização Mundial da Saúde (OMS), os parceiros do governo e a sociedade civil lutando contra o consumo abusivo das bebidas alcoólicas em Cabo Verde.

Durante o ato de comemoração, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, salientou a importância da nova lei aprovada por unanimidade no Parlamento, que regula a disponibilidade, venda e consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos, locais abertos ao público e locais de trabalho. “Esta nova legislação demostra a convergência de vontades na sociedade cabo-verdiana para combater o uso abusivo do álcool, mas agora será preciso o rigor na sua aplicação e a apropriação da mesma por todos os cidadãos”, defendeu o Presidente.

“Para isto, este próximo período da campanha será vocacionado como o Ano da Mobilização Nacional para a Prevenção do Alcoolismo, incluindo a petição pública para declarar o dia 1 de Julho como o Dia Nacional de Luta Contra o Uso Abusivo do Álcool”, acrescentou o Presidente.

Em representação da OMS, Edith Pereira, destacou que a campanha nesses três anos conseguiu que os cabo-verdianos estejam hoje mais abertos ao diálogo sobre esta problemática emanifestou o “total engajamento da OMS em continuar a trabalhar com a Presidência da República, na implementação das atividades da iniciativa Menos Álcool Mais Vida, bem como o Governo e as ONGs que trabalham com esta temática”.

Citando ao Dr. Tedros, a responsável da OMS afirmou que controlando o consumo do álcool, estamos a promover a saúde e a proteger gerações futuras, e “Cabo Verde já́ deu passos significativos nas ações de combate aos problemas ligados ao consumo nocivo do álcool como é o caso da recente Lei aprovada no Parlamento e a OMS vem apoiando o país nas ações de implementação do Plano Estratégico Multissectorial de combate aos problemas ligados ao álcool através do Governo.”

Do seu lado, o Diretor Nacional da Saúde, apelou às câmaras municipais a assumirem um “pacto nacional” para promoverem festivais sem álcool no país para continuar na luta contra o uso nocivo do álcool.“Cabo Verde tem respondido de forma satisfatória a essa grande iniciativa, nesta abordagem holística, pluridisciplinar e multissectorial para o problema do álcool, que de fato é um problema gravíssimo de saúde pública em Cabo Verde, que afeta camadas importantes da nossa população”, realçou o Diretor.

Durante a comemoração foram homenageadas várias personalidades que têm contribuído de maneira significativa à campanha, incluindo o antigo representante da OMS em Cabo Verde, Mariano Salazar, assim como os representantes dos grupos parlamentares que aprovaram a lei, artistas e responsáveis de instituições envolvidas na iniciativa.

A campanha que visa diminuir de forma significativa o consumo do álcool na sociedade cabo-verdiana, tem conseguido uma significativa mobilização social, incluindo as principais universidades do país, as escolas através do Ministério da Educação, as Câmaras Municipais, as igrejas, os partidos políticos e mais de 50 associações e organizações da sociedade civil espalhadas por todo o território nacional.

 

Para subscrever a petição online para propor à Assembleia Nacional a institucionalização do “Dia Nacional de Luta Contra o Uso Abusivo do Álcool”, a 1 de julho, dia do lançamento público da campanha “Menos Álcool, Mais Vida” pode clicar neste link.

Click image to enlarge
For Additional Information or to Request Interviews, Please contact:
Antonio Palazuelos Prieto

Communication Officer
WHO Cabo Verde
Email: palazuelosa [at] who.int
Tel:+2389763895