Representação da OMS - Angola

Imprimir

For updates on the yellow fever outbreak, visit the WHO yellow fever site


  • Angola e Namibia Conjugam Esforços Contra a Malária Oihole e Engela (Angola e Namibia), 26 de Abril de 2017 – Os Ministros da Saúde de Angola e da Namíbia, Dr. Luís Gomes Sambo e Dr. Bernard Haufiku, reafirmaram terça-feira, nas localidades de Oihole e Engela, a vontade comum de reforçarem as medidas de prevenção e controlo da malária, além de outras acções de cooperação bilateral na área da saúde. Declarações neste sentido foram feitas durante uma celebração conjunta do Dia Mundial contra a Malária cuja primeira parte teve…
  • Angola: Debates sobre a depressão juntam decisores políticos, peritos, parceiros e pacientes em recuperação Em Angola, o Dia Mundial da Saúde, 7 de Abril, foi um data de referência  para os profissionais de saúde, decisores políticos, parceiros do sector, pacientes e em especial para as pessoas de uma forma ou de outra estão afectadas pela depressão, as quais se juntaram para falar e ouvir depoiementos e histórias pessoais sobre este tema. O tema foi escolhido pela OMS como foco das comemorações deste ano e serviu para assinalar não só o 69º aniversário da  fundação…
  • Peritos da saúde do Kavango e do Cuando-Cubango (Angola e Namibia) avaliam programas comuns ao longo da fronteira 31 de Março de 2017 - Menongue (Angola) - Peritos da saúde do Kavango oriental e ocidental (Namíbia) e da província do Cuando-Cubango, em Angola, estiveram recentemente reunidos no Rundu para avaliar o grau de implementação dos programas de saúde ao longo da fronteira comum, tais como a vacinação de rotina,  a vigilância e controlo de doenças transmissíveis e não transmissíveis e intervenções de mobilização social e de educação para a saúde. O encontro realizou-se no quadro da monitorização regular…
  • Angola: «Epidemias criam sobrecarga nos serviços de saúde e comprometem a saúde dos cidadãos», diz o Ministro da Saúde Luanda, 13 de Fevereiro de 2017 -  O Ministro angolano da Saúde declarou que Angola tem sido um país vulnerável a epidemias, registando surtos que criam uma sobrecarga nos serviços de saúde e comprometem a saúde e a vida dos cidadãos, como a febre amarela, malária, cólera, zika e o VIH/Sida. 
  • Angola declara oficialmente fim da epidemia de febre amarela Luanda, 23 de Dezembro de 2016 – O Ministro angolano da Saúde, Dr. Luís Gomes Sambo, declarou sexta-feira em Luanda o fim da epidemia de febre amarela no páis,  decorridos seis meses desde a confirmação do último caso desta doença e de uma vigilância epidemiológica activa a nível nacional. Angola tinha notificado o último caso confirmado de febre amarela no dia 23 de Junho de 2016, nas Províncias do Cunene e do Cuanza Norte.
 
 

 

Angola