Ciclones causam 37 pessoas mortes em Moçambique

Maputo, 1 de Fevereiro de 2012-- 37 pessoas morreram e 81.155 foram desalojadas devido aos ciclones “Dando” e “Funso” que abateram as regiões sul, centro e norte de Moçambique de 15 a 25 de Janeiro, revelam dados do Centro Nacional Operativo de Emergências (CENOE).

A Província da Zambézia, localizada na região centro - norte do País, foi a que registou o maior número de óbitos com um total de 21 mortes e as Províncias de Gaza e de Maputo registaram oito (8) mortes cada. A maior parte destas mortes foi devido ao desabamento de casas e ao arrastamento pelas águas das chuvas.

Os ciclones “Dando” e “Funso” causaram igualmente 41 feridos dos quais 25 ocorreram na província da Zambézia, 14 na província de Gaza e duas ( 2) na província de Maputo.

Segundo o CENOE, os dois fenómenos, para além da destruição de residências, vias de acesso, machambas, plantações, etc. causaram  também a destruição de 29 Unidades Sanitárias, sendo 10 na província de Gaza, oito (8) na Zambézia, seis (6) na província de Maputo e 5 na Província de Inhambane.

Em relação ao sector da educação 687 salas de aulas foram destruídas, das quais 355 na Província da Zambézia, 225 em Gaza, 95 na província de Inhambane e 10 na Província de Maputo.

Para prevenir a eclosão de doenças diarreicas incluindo a cólera, o Ministério da Saúde (MISAU), que é parte do CENOE, enviou para todas as Provinciais afectadas “Kits” para o tratamento de água e activou em todo o País as Equipas Técnicas de Gestão de Emergência. Neste momento está a decorrer em todo o País um processo intensivo de Educação Sanitária. A nível central o MISAU lidera e coordena encontros regulares com vista a monitorização da situação de emergência pós ciclones. Este processo é replicado nos níveis provincial e distrital.

Em coordenação com o Governo, uma equipa multisectorial composta por técnicos das Agências do Sistema das Nações Unidas, incluindo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de parceiros de desenvolvimento encontra - se na província da Zambézia a fazer a avaliação da situação.

Imediatamente após ao inicio dos Ciclones as Nações Unidas e os parceiros activaram o Cluster de Saúde, que se reúne regularmente nos escritórios da (OMS). As reuniões visam fortalecer a coordenação, inteirar-se das necessidades e partilhar o trabalho de cada parceiro no terreno.

Para informações adicionais, por favor, contactar:

Telefone: 258-21492733
Email: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it